domingo, 2 de novembro de 2014

Primos

Porque entre cabeçadas, encontrões, empurrões e desencontros são tão amigos. 
Ele dá-lhe o cão de plástico, ela diz para ele se pôr de pé que não quer ser leão, ele ajuda-a a esconder debaixo da cama, ela corre à frente dele a gritar, olham um para o outro com carinho, ele bate-lhe com os bonecos, ela chora, dão abraços, ela não quer partilhar as pipocas, ele come-as tão depressa como ela, ela quer saber onde está o primo, ele procura-a pela casa, dão abraços e caem para trás, fingem que dormem e ressonam alto, saltam em cima de um colchão velho, andam atrás um do outro como se não fizesse sentido ser de outra forma. 
São felizes juntos. 
Somos felizes a vê-los ser felizes.  



1 comentário:

  1. a minha tb adora os primos... e são um pouco mais velhos que ela!

    ResponderEliminar

Escrevam-me de volta. Gosto de saber que não estou a "falar" sozinha.... :-)