sábado, 31 de janeiro de 2015

Um quilt

Quando a Carolina, a minha Miss Caracolinhos, ainda estava na barriga eu fiz-lhe uma peça à mão bem simples. Nove corações, um por cada mês que ela habitou o meu corpo. Uma corrente de corações que ficam pendurados entre os cortinados dela. Uma coisa singela porque coser à mão demora e demora e demora... Agora, com uma máquina de costura nas mãos, a Sara vai, claramente, ser uma privilegiada. 
Eu sempre gostei de quilts, para mim são um símbolo de muita coisa. Dedicação, tempo, amor, carinho, atenção ao detalhe, à cor, à forma, à coordenação de cores, formatos e padrões. Como sou uma mariquinhas imagino que as minhas filhas guardem estas peças (claro que agora a Carolina vai ter que ter um quilt para ela) durante muitos anos, até estarem puídas do tempo e do uso. Existem milhares de formas, possibilidades de padrões e combinações. Para o meu gosto pessoal, os quilts de quadrados ou rectângulos são os mais bonitos. Deixo-vos aqui imagens de alguns dos meus favoritos... e até acho que foi assim, enquanto descobria estas imagens apaixonantes, que descobri a Constança, os seus quilts maravilhosos e o Saídos da Concha. (Aliás, a Constança, para quem não sabe, é aquela senhora com um sorriso lindo que aparece na imagem abaixo)
(fonte: Pinterest - alguns destes quilts são de autores "desconhecidos" - dois são da Constança, os mais bonitos é claro... ;-) )

Portanto, quando pensei que era desta que ia fazer um quilt, uma prenda especial para esta bebé que cresce dentro de mim, decidi que ia espreitar a loja da Constança e que esta era a razão certa para comprar um dos seus quilts. And so I did.
Ele chegou por correio no dia 26 de Dezembro e os tecidos que o compõem são mil vezes mais bonitos ao vivo. O meu coração bateu palminhas dentro do peito. Comecei só esta semana a construir o meu quilt mas, infelizmente, isto anda a passo de caracol por aqui. Barriguda, com uma filhota intermitentemente doente e com muitas outras coisas que se metem pelo meio, o quilt vai ficando à espera. Mas, tenho que admitir que até sinto comichão cada vez que o vejo esticado em cima da cama, quero tanto acabá-lo que nem imaginam. Tem sido um processo fácil, as instruções que acompanham o quilt são bem detalhadas e fáceis de perceber até para as menos providas de neurónios, entre as quais me incluo neste momento (um bebé deixa-nos assim a modos que baralhadas de vez em quando).
Estou mesmo no começo mas deixo-vos algumas fotos. Acho que é fácil perceber que estou apaixonada pelo processo, pelos quilts, pelos tecidos da Constança. Tanto que me coloquei em posições bem complicadas para uma grávida para tirar estas fotos... :-)






12 comentários:

  1. gosto imenso das cores. isto lembra-me que a Gabriela, dps de ter visto a minha colcha me pediu uma para ela, e uma para o mano, mas lá está, são coisas demoradas e eu ainda nem comecei. =(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando chegar a altura, ela terá a sua, estou certa! <3 :-)

      Eliminar
  2. Vai ficar bem bonita... E de certeza, que as filhotas vão guardar e acarinhar estas peças. Fiquei cheia de vontade de ir agora pegar na minha e costurar mais um bocadinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Diana, espero que sim! Depois vou lá espreitar a tua... :-)

      Eliminar
  3. This quilt will be so pretty, I love that yellow fabric with white flowers!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. I love them all Krista but I think that's my favorite too... :-)

      Eliminar
  4. Está a ficar tão lindo - as cores são fantásticas :)
    Eu tenho que fazer mais 2 para os mais pequenos (mudaram para camas maiores e precisam de uns novos), mas ainda não me decidi nos tecidos. São projectos demorados, mas valem bem a dedicação. Ficam lindos :)

    ResponderEliminar

Escrevam-me de volta. Gosto de saber que não estou a "falar" sozinha.... :-)